segunda-feira, 27 de abril de 2015

Fresno - 01/05/2015 - Americana

 Nessa sexta-feira, 1 de maio, a banda Fresno volta a Americana para fazer um show diferente e único: o formato é acústico, e serão tocadas músicas apenas dos três primeiros discos ("Quarto dos Livros", "O Rio A Cidade A Árvore" e "Ciano").


Raimundos - 22/05/2015 - Campinas

 Dia 22 de maio, sexta-feira, a banda brasiliense Raimundos apresenta seu show “20 Anos de Estrada” em Campinas.
 A apresentação, que será a quarta na cidade conta com repertório escolhido por votação pública realizada no site da banda. Além de apresentar as músicas selecionadas, também apresentarão faixas do mais recente lançamento “Cantigas de Garagem”.
 A abertura da noite fica a cargo da banda capixaba Dead Fish, apresentando os clássicos e também  faixas do álbum “Vitória”, gravado através de financiamento coletivo dos fãs.


Fonte e foto: Assessoria de Imprensa.

domingo, 26 de abril de 2015

Não Existe Mulher Difícil - 01 a 31/05/2015 - Campinas

 De 1 a 31 de maio, às sextas-feiras, sábados e domingos, a comédia Não Existe Mulher Difícil, com André Bankoff, será apresentada em Campinas. Existe ou não mulher difícil? Quais são as estratégias para conquistar este ser tão complexo? Estas e outras questões são colocadas de forma bem-humorada neste espetáculo.
 A peça é um monólogo dinâmico e moderno que retrata de forma divertida o que um homem faz após uma separação. Após ser deixado pela mulher, o personagem volta ao universo dos solteiros e se vê em uma nova realidade: as mulheres estão mais independentes e a cada dia mais exigentes. Como lidar com essas e outras questões em seus novos relacionamentos? Como as mulheres pensam e o que elas querem?


 Inspirada no livro homônimo de André Aguiar Marques, com o texto adaptado por Lúcio Mauro Filho (“Tuco” de A Grande Família) a peça já passou por mais de 20 cidades no Brasil e foi assistida por mais de 100 mil espectadores.

sábado, 25 de abril de 2015

Ausência - 29 e 30/04/2015 - Campinas

 Dias 29 e 30 de abril, quarta-feira e quinta-feira, o espetáculo Ausência, solo de teatro gestual da companhia franco-brasileira Dos à Deux, com o ator Luis Melo, será apresentado no Teatro Amil, em Campinas. As apresentações fazem parte do Programa Petrobras Distribuidora de Cultura.
 As sessões do espetáculo terão dois tradutores para linguagem de sinais (libras), para deficientes auditivos, e áudio descrição, para deficientes visuais. Os ingressos para deficientes serão gratuitos e poderão ser retirados na bilheteria, meia-hora antes da apresentação.


 Uma Nova York futurista, um mundo meio ao caos da falta de água e energia elétrica, um colapso que afeta todos os seres humanos e um homem que vive no alto de uma torre da metrópole. esse é o clima que permeia a poesia do espetáculo Ausência.
 A ausência referida no título é um elemento crucial da peça que coloca em pauta a solidão no mundo moderno, o homem frente a uma existência limite. O protagonista descobre-se arrebatado pela ausência total - de humanidade, de coragem e de vida.
 Transitando entre a crueldade, a ternura e a insanidade, o homem sobrevive à base da assustadora ração de apenas uma gota d'água por dia, enfrentando constantemente a solidão, a escassez e o enclausuramento, em uma linha tênue entre a sanidade e a loucura. Sua única companhia nesse ambiente hostil e sem esperança é seu peixe vermelho, imerso na água de seu aquário redondo. Recluso em seu mundo particular e incapaz de enfrentar o horror tóxico e irrespirável das ruas. o protagonista se vê diante de um grande dilema ético e existencial: mudar ou não seu único objeto de afeto para beber da água do aquário.

Fonte: http://www.conteudoteatral.com.br/teatroamil/index.php?option=com_content&view=article&id=209:petrobras&catid=45:adulto&Itemid=19

Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas - 25 e 26/04/2015 - Campinas

 Neste sábado e domingo, dias 25 e 26 de abril, A Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas apresenta concerto oficial da temporada neste sábado e domingo, 25 e 26 de abril, às 20h e às 11 respectivamente, no Teatro Municipal José de Castro Mendes. A regência será do maestro convidado Jamil Maluf e terá a participação da pianista Sonia Rubinsky.


 O concerto terá obras de Weber, Beethoven e Dvorák e começa com a abertura da ópera “O Franco Atirador”, de Carl Maria Von Weber. Segundo a historiadora Lenita Nogueira, Weber é considerado um mais importantes compositores de seu tempo e um dos pioneiros do movimento Romântico. Essa ópera estreou em Berlim em 1821 e conta a história de um homem simples dominado pelo mal. A peça sugere um mundo de floresta, caça por meio de combinações de instrumentos que caracterizam o romantismo.
 Em seguida, Concerto para Piano nº2, Op.19, de Beethoven. Embora conhecido como segundo concerto, por questões de publicações e datas, este é o primeiro. Ligados às tradições clássicas, o compositor ousou nessa obra e apresentou procedimentos harmônicos únicos. O concerto estreou em 1795, em Viena e teve a participação de Beethoven como solista.
 E por fim, a Sinfonia nº 8 de Dvorák, o mais destacado dos compositores tchecos. Pupilo de Johannes Brahms, de quem era admirador fervoroso, foi incentivado a dedicar-se às composições. A Sinfonia nº 8 é como um poema lírico, que enfatiza a beleza do país, mas no sentido mais espiritual. Estreou em Praga em 1890.

Fonte: www.osmc.com.br