domingo, 27 de setembro de 2015

Simplesmente Eu, Clarice Lispector - 02 a 11/10/2015 - Campinas

 De 2 a 11 de outubro, sexta-feira a domingo, o espetáculo teatral Simplesmente Eu, Clarice Lispector, com adaptação do texto, direção e atuação de Beth Goulart, será apresentado em Campinas. O espetáculo já foi visto por mais de 700 mil pessoas e rendeu 5 prêmios, sendo 4 de melhor atriz para Beth Goulart: Shell 2009, APTR, Revista Contigo e Qualidade Brasil que premiou também como melhor espetáculo.
 O espetáculo mostra a trajetória desta mulher em direção ao entendimento do amor, de seu universo, suas dúvidas e contradições. Uma autora e seus personagens dialogando sobre a vida e morte, criação, Deus, cotidiano, palavra, silêncio, solidão, entrega, inspiração, aceitação e entendimento. O texto é extraído de depoimentos, entrevistas, correspondências de Clarice e trechos das obras: “Perto do Coração Selvagem”, “Uma Aprendizagem ou O Livro dos Prazeres” e os contos “Amor” e “Perdoando Deus”.


 Joana, uma mulher inquieta e criativa foi a primeira personagem de Clarice Lispector que Beth Goulart conheceu. No auge da adolescência, ao ler “Perto do Coração Selvagem”, romance de estreia da autora, sua identificação foi inevitável. Depois de Joana, que representa o impulso criativo selvagem, vieram outras mulheres na escrita de Clarice. Entre elas, está Ana, do conto “Amor”, que leva uma vida simples, dedicada ao marido e aos filhos e tem a rotina quebrada ao se impressionar com a magia do Jardim Botânico. Ela representa a fase em que Clarice se dedicou totalmente ao marido e aos filhos. Lóri, da obra “Uma aprendizagem ou O livro dos prazeres” é uma professora primária que mora sozinha e se prepara para descobrir o amor. Toda a obra de Clarice é uma ode ao amor. Há ainda outra mulher sem nome, que, no conto “Perdoando Deus”, se deixa mergulhar na liberdade enquanto passeia por Copacabana, representando a ironia, a inteligência e o humor na obra de Clarice. Essas quatro mulheres, que, para Beth, “representam algumas facetas da própria Clarice”, foram escolhidas para apresentar ao público a obra de um dos maiores nomes da literatura brasileira.
 Em Simplesmente eu, Clarice Lispector, espetáculo que teve estreia nacional em julho de 2009 em Brasília, no Centro Cultural Banco do Brasil, a atriz interpreta, além da escritora e suas personagens, fragmentos que reconhece em si mesma: Na peça, Beth faz reflexões sobre temas como criação, vida e morte, Deus, cotidiano, solidão, arte, loucura, aceitação e entendimento e trabalha pontos característicos da obra de Lispector, como o vazio, o silêncio e o instante-já, “aquele momento único, que é como um flash, um insight”, explica a atriz. Para o monólogo, que ela também dirige, passou dois anos mergulhada em longa pesquisa. A narrativa se constrói a partir de trechos de entrevistas, depoimentos e correspondências. Segundo Beth, toda essa ligação se dá por uma única linha: o amor.


      


Datas: 02 a 11/10/2015 (sexta-feira a domingo)

Horários: Sexta-feira e sábado: 21h00 / Domingo: 19h00.
Duração: 60 minutos.

Endereço: Av. Iguatemi, 777 (Shopping Iguatemi Campinas - 3º Piso) - Vila Brandina - Campinas/SP

Ingressos:
- Inteira: R$ 60,00;

- Meia-Entrada: R$ 30,00;

- Antecipado: R$ 50,00.

Pontos de Venda:
- CAMPINAS:
Bilheteria do Teatro: terça a sábado das 13h00 às 21h00 | Domingos das 12h00 às 20h00.

- INTERNET:
ingresso.com

Classificação Etária: 12 anos.

Mais Informações:
facebook.com/brprodutora
(19) 3294-3166