sexta-feira, 5 de maio de 2017

Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas - 06 e 07/05/2017 - Campinas

 Obra-prima de inventividade e vigor, o "Concerto em fá para piano", de George Gershwin (1898-1973), está no repertório das apresentações da Orquestra Sinfônica de Campinas, que acontecem neste final de semana no Teatro Castro Mendes. No solo e na regência, o pianista e maestro convidado Mateus Araujo, da Sinfônica Jovem do Rio de Janeiro, que também assina duas composições do repertório.


 Os concertos têm início com a peça "Passeio ao Jardim do Paraíso", do inglês Frederick Delius (1862-1934). Nascido no mesmo ano de Claude Debussy, se tornou, ao lado do impressionista francês, um dos maiores coloristas do início do século 19, particularmente famoso por seus idílios orquestrais. O "Passeio ao Jardim do Paraíso" (The Walk to the Paradise Garden) é um interlúdio de sua ópera A Village Romeo and Juliet, estreada em 1907, sobre uma história de dois adolescentes filhos de fazendeiros rivais que renunciam à vida para poder consumar seu amor.
 Na sequência, a Sinfônica de Campinas interpreta duas obras de Mateus Araujo, "Suíte Brasileira" e "Bachmazonia". A primeira apresenta elementos da música popular brasileira aliados aos recursos expressivos da orquestra clássica. A segunda, "Bachmazonia" é uma abertura sinfônica sobre o motivo B-A-C-H (letras correspondentes em alemão às notas si bemol, lá, dó e si natural). Bach usou este anagrama musical como tema ou célula geradora de várias de suas obras, assim como fizeram posteriormente muitos outros compositores em referência a ele.
 Por fim, os músicos interpretam o "Concerto em Fá", de George Gershwin. Em seus 38 anos de vida, Gershwin deixou um legado inigualável na música popular (mais de 500 de canções em mais de 50 musicais) e uma obra sinfônica original, que incorporou o sentimento e a identidade do povo americano. Trouxe à tona a expressão jazzística e a levou às suas últimas consequências, culminando em Porgy & Bess, considerada até hoje a maior ópera americana. Seu talento explodiu aos 25 anos com a famosa Rhapsody in Blue, uma peça para piano e jazz band, que foi logo em seguida orquestrada e conquistou sucesso imediato. No ano seguinte, o desafio de Gershwin era mostrar ao mundo a integração de suas habilidades num gênero clássico tradicional como o concerto para piano, e ainda assim expressar seu estilo inconfundível. Gershwin foi o pianista da estreia, no Carnegie Hall, em Nova York, em 1925. O "Concerto em Fá" é uma obra-prima de inventividade e desenvolvimento temático, que passou a influenciar gerações de músicos.

Fonte: Assessoria de Imprensa.



    


Datas: 06 e 07/05/2017 (sábado e domingo)

Horários: Sábado às 20h00; Domingo às 11h00.

Endereço: Praça Corrêa de Lemos, s/nº - Vila Industrial - Campinas/SP

Programa: 

  • Frederick Delius (1862-1934)
    Passeio ao Jardim do Paraíso
  • Mateus Araujo (1971)
    Suíte Brasileira
    Bachmazonia
  • George Gershwin (1898-1973)
    Concerto em Fá

Ingressos:
- Inteira: R$ 30,00 (sábado) / R$ 6,00 (domingo);

- Estudantes, aposentados e maiores de 60 anos: R$ 15,00 (sábado) / R$ 3,00 (domingo);

- Professores das redes municipal e estadual de ensino e pessoas com deficiência e mobilidade reduzida: R$ 10,00 (sábado) / R$ 2,00 (domingo);

- Estudantes da rede municipal e estadual de ensino: R$ 5,00 (sábado) / R$ 1,00 (domingo).

Mais Informações: